Arquivo da categoria ‘Humor’

android-gifNos idos de 1894, um inventor chamado Herman Casler abriu uma empresa que fazia mutoscópios, um aparelho que animava imagens estáticas usando uma manivela. Casler provavelmente nunca imaginou que uma versão do seu dispositivo seria usada para animar arquivos digitais: conheça o gifoscópio.

Este ano, o estúdio de design italiano Officina K reimaginou a invenção de Casler. Na sua essência, o Giphoscope é basicamente o mesmo dispositivo: um anel de alumínio que segura várias centenas de fotografias estáticas, que podem ser giradas com uma pequena manivela. Mas nele, as imagens são obtidas a partir de GIFs, ao invés de fotografias antigas. (mais…)

anatomia-do-google

Se você acha que olhar o Android por dentro se resume a estudar as especificações do sistema operacional, essa divertida imagem mostra como seria o sistema interno do simpático robô mascote. Com direito a coração, sistema digestivo e uma unidade de processamento biológica, o Androidus Robosapiens se aproxima ainda mais dos humanos.

anatomia-do-android

De que adianta um serviço se ele não funciona né Porto Seguro…

simulador seguro porto

Adoo baladas, já fui em algumas ( Não quantas gostraia, nem as que gostaria..ainda) , e dentre essas lembro-me de uma onde eram forncecidos protetores auriculares para o excesso de som e oos ouvidos mais sensiveis de alguns… ( confesso que se quero silêncio não é em uma balada que eu iria)..

E depois de pensar nisso, vi a matéria reverenciando um Bar na região que está voltando a ser “baladeira”….a Rua Augusta..

E e lá que se encontra a balada Shhh!,

(mais…)

youtube missile command

Você talvez tenha notado que esta semana é a “Geek Week” no YouTube. Claro, isso significa vários vídeos legais (em inglês), mas também há algo ainda melhor: Missile Command!

É fácil: abra um vídeo do YouTube – qualquervídeo – e digite “1980″ fora da barra de pesquisa. Sério, é só digitar. E pronto: é hora de salvar o mundo de uma ameaça mortal, para grande justiça.

Mas, se você fracassar, o seu vídeo do YouTube vai parar, então concentre-se no jogo para salvar os vídeos. Comece agora mesmo a explodir os inimigos pixelados do céu digital: o mundo não vai se salvar sozinho.

[Valeu, Matt!]

intempo

O arranha-céu Intempo em Benidorm, Espanha – o alto edifício na imagem acima – foi feito para ser um símbolo notável de esperança e prosperidade, para sinalizar ao resto do mundo que a cidade estava fugindo da crise financeira. Infelizmente, os construtores se esqueceram de incluir um elevador até o topo.

Em parte, os problemas vieram da cobiça em torno do projeto, segundo o El País. Inicialmente projetado para ter apenas 20 andares, os construtores ficaram animados demais e elevaram a altura: agora ele possui 47 andares, e contará com 269 apartamentos residenciais.

Mas esse impulso para mais acomodações veio com um custo. O projeto original, obviamente, incluía especificações para um elevador grande o suficiente para um edifício de 20 andares. No entanto, ao colocar mais andares, ninguém parou para refazer o sistema de elevador. E uma construção de 47 andares requer mais espaço para o elevador em si, e para os equipamentos do motor. Infelizmente, esse espaço não existe.

Talvez sem surpresa, os arquitetos que trabalhavam no projeto pediram demissão, e não se sabe exatamente como a construtora vai resolver o problema. O jeito é subir de escada?

Na verdade, todo o processo de construção foi atormentado por problemas. Inicialmente financiado pelo banco Caixa Galicia, que faliu, o projeto passou para as mãos do Sareb, entidade que compra ativos tóxicos a fim de salvar o sistema financeiro do país. Ele reduziu o valor do projeto de 92 milhões de euros para apenas 35 milhões.

Agora ninguém sabe de quem é o arranha-céu: o crédito é do Sareb, mas o edifício é da entidade Olga Urbana. O InTempo está com 94% de sua estrutura completa, e apenas 35% das casas vendidas. [El País – valeu, Igor Neumann!]

Will Smith e Alfonso Ribeiro (Carlton)

Ah, a nostalgia.

Essa semana marcou nada mais nada menos do que 17 anos desde que o último episódio da série The Fresh Prince Of Bel-Air (“Um Maluco no Pedaço”) foi ao ar, e a comemoração foi em grande estilo.

Ao participarem do programa de Graham Norton, no Reino Unido, Will Smith e seu filho se apresentaram junto com o DJ Jazzy Jeff e mandarem ver na música tema da série, cantada a plenos pulmões pela plateia.

Além disso, após a música eles tiveram a participação especial do ator Alfonso Ribeiro,que interpretava Carlton no seriado e, ao lado de Smith, tornou-se marca registrada do mesmo. Juntos, todos dançaram “It’s Not Unusual” “Jump On It”.

Você pode assistir a tudo isso logo abaixo.

Fonte: CoS

erro_vs2010

Erro de Servidor no Aplicativo ‘/Site’.


Um valor possivelmente perigoso Request.Form foi detectado no cliente (txtMessage=”<br />”).

Descrição: A validação de solicitação detectou um valor de entrada de cliente possivelmente perigoso e o processamento da solicitação foi anulado. Esse valor pode indicar uma tentativa de comprometer a segurança do aplicativo, como um ataque de script em diferentes locais. Você pode desativar a validação de solicitação definindo validateRequest=false na diretiva Page ou na seção de configuração

(A potentially dangerous Request.Form value was detected from the client.)

Solução para o problema:

O recurso de validação de solicitação do ASP.NET impede que o servidor aceite conteúdo com HTML, por isso esse erro acontece.

Para resolver este problema basta adicionar o seguinte código no web.config

<system.web>

<httpRuntime requestValidationMode=“2.0” />

<pages validateRequest=“false” />

</system.web>

Adicionar o validateRequest no web.config tornara isso global, ou seja, aplicará isso para todas as páginas.

Você pode adicionar o validateRequest=”false” apenas em uma página especifica se quiser. Para isso adicione o validateRequest na primeira linha da página, como no exemplo abaixo.

<%@ Page Language=“C#” validateRequest=“false” %>

site metro

Um experimento da marca de camisinhas Durex, na Austrália, criou lingeries e cuecas vibratórias. A Fundawear é controlada via aplicativo no smartphone, e o toque nos botões ativa sensores instalados nas peças de roupa íntima.

As geek pira!