Arquivo da categoria ‘Finanças / Contabilidade’

Com muitas promessas, a tecnologia em nuvem (ou cloud computing ) acaba de chegar ao mercado de pagamentos por cartão de crédito e débito. Pretendendo agilizar as transações e reduzir em 20% os custos do processo, a Oi anunciou nesta quinta-feira (5), durante o congresso C4, o lançamento de uma ferramenta voltada para médias e grandes empresas.

Supermercados, postos de gasolina, hotéis, lojas e clínicas de saúde são os principais alvos da tecnologia de hospedagem na nuvem, que pretende acabar com a indisponibilidade das maquininhas de pagamento, através de uma conexão por IP sobre 3G.

“Os pontos de venda não podem mais ficar indisponíveis. A nuvem permite aumentar a disponibilidade do sistema com o mercado varejista”, explica Luiz Carlos Faray de Aquino, gerente de dados da Oi.

O conceito de nuvem foi implantado, a princípio, por empresas como Microsoft, IBM, Google e Amazon. Agora, a tecnologia começa a integrar segmentos do mercado além do setor de TI. Na nuvem, todo o tráfego de dados é compartilhado em forma de grade, de qualquer parte do mundo, sem necessidade de instalação de programas ou de unidades físicas.

A Oi pretende utilizar seus cinco data centers espalhados pelo País para viabilizar a transmissão simultânea das informações para as bandeiras que operam os cartões. Atualmente, mais de mil redes de varejo trafegam seus dados através da rede da empresa. (mais…)

Anúncios

 

O bilionário cofundador do Google pode ser considerado um “cara eclético”. Isso porque além do Google, o empresário é um dos principais personagens por trás do desenvolvimento da carne sintética, ou carne artificial. O primeiro hambúrguer feito em laboratório, custou aproximadamente 750 mil reais para ser produzido, e é feito a partir de células-tronco.

Sergey Brin afirma estar bem otimista com relação ao desenvolvimento do projeto e que, em breve, a ideia pode começar a evoluir em passos largos. Segundo o homem por trás do Google Glass, a carne artificial pode ajudar na resolução de diversos problemas diferentes. Uma das ideias é conseguir combater a fome em países mais pobres, que encontram várias dificuldades na hora de resolver esse problema.

(mais…)

 

No dia a dia, a sociedade gera cerca de 15 petabytes de informações sobre as suas operações comerciais e financeiras, bem como sobre clientes e fornecedores. Um volume impressionante de dados também circula nas mídias sociais e nos dispositivos móveis. Outro volume, tão impressionante quanto, é gerado pelo número cada vez maior de sensores e outros equipamentos embutidos no mundo físico, como rodovias, automóveis, aeronaves, máquinas robóticas, entre outros. Um único segundo de vídeo em alta definição gera 2.000 vezes mais bytes que uma página de texto. Capturar, manusear e analisar esse imenso volume de dados é um grande desafio.

Aí é que entra um assunto que começa a despertar atenção: o chamado Big Data. O termo se refere aos bancos de dados de tamanho significativamente maior que os que usualmente conhecemos. Além disso, as tecnologias atuais não se mostram muito adequadas para manuseá-los. É claro que é uma definição bastante subjetiva e móvel, pois um certo tamanho considerado grande pode se tornar pequeno em poucos anos. Hoje, os nossos discos backup em casa trabalham com o volume em terabyte. Os grandes bancos de dados já estão na escala dos petabytes.

Tratar analiticamente esses dados pode gerar grandes benefícios para a sociedade e para as empresas. Recentemente, a McKinsey Global Institute publicou um relatório muito interessante sobre o potencial econômico do uso do Big data, chamado de “Big Data: The Next frontier for innovation, competition and productivity”. (mais…)

teclado-google-android

O Teclado do Google acompanha o Android padrão, e ficou muito melhor no Jelly Bean 4.2: ele permite digitar deslizando o dedo ao longo das teclas, assim como no Swype ou SwiftKey.

Agora ele está disponível de graça no Google Play para qualquer dispositivo com Android 4.0 ou superior – mas não fique surpreso se você não conseguir baixá-lo.

Como o Google explica, seu teclado está disponível “inicialmente em localidades de língua inglesa, mas vamos adicionar mais países em breve”. Felizmente, baixar o teclado no Brasil é fácil: basta usar um dos linksfornecidos aqui pelo Android Police.

Eis o que ele faz: além de permitir que você use gestos para digitar, ele também corrige seus erros automaticamente, prevê a palavra que você vai digitar a seguir, e permite que você toque no microfone para compor mensagens usando sua voz.

E como ele funciona no Brasil? Sim, ele tem suporte a português brasileiro e, em nosso teste rápido, a digitação por gestos funcionou sem problemas, tão bem quanto no Swype ou SwiftKey. No entanto, ele não prevê a palavra que você digitará a seguir – isso só funciona em inglês.

O Teclado do Google recria mais uma parte da experiência padrão em smartphones e tablets com Android 4.x – nada de Gingerbread ou versões mais antigas. Vá até o Android Police para testá-lo enquanto ele não está disponível na Google Play brasileira.

[Google Play via Android]

Dica

Num mundo com tantos serviços para enfiar suas coisas na nuvem, fica difícil se destacar — Dropbox, Google Drive, Skydrive e até o Mega estão aí com boas promessas e ofertas. Como chamar a atenção? Simples: se você for agora ao Box e fizer um cadastro, ganhará 50GB de armazenamento na nuvem de graça. É um bom caminho, né?

O Box é um serviço para guardar arquivos na nuvem como vários outros que tem por aí. A diferença, agora, é que 50GB é um bom espaço para começar uma migração do físico pra nuvem. Mas o Box tem suas limitações – a principal delas, o tamanho máximo de arquivo para upload (250MB), é bem contraditório com a oferta generosa. Mas quem vai reclamar disso ao ganhar 50GB de graça? (mais…)

symbian-morte

O Symbian, sistema operacional que existe há mais de uma década, será oficialmente descontinuado. A Nokia, grande responsável pelo OS, fez o anúncio do fim do Symbian, junto com a divulgação de seus resultados trimestrais, que aliás deram sinal de melhora. A empresa revelou que o 808 PureView, anunciado em fevereiro de 2012, foi o último aparelho com este sistema operacional. (mais…)

atari-broken

A Atari, uma verdadeira lenda no mercado de videogames, entrou com pedido de falência nos Estados Unidos. Porém, na verdade o pedido de falência é uma manobra para conseguir se tornar independente de sua parte francesa, a Infogrames. Após esta separação, os planos são de entrar com força nos games digitais para smartphones e tablets.

“Com o pedido de falência, o braço norte-americano da Atari busca separar suas operações da estrutura financeira do braço francês da companhia”, diz o comunicado. “O pedido constitui uma opção estratégica para a Atari nos Estados Unidos, permitindo que se proteja seu velor e suas propriedades intelectuais e consiga recursos financeiros que não eram possíveis dentro da Atari SA”.

A Infogrames, parte francesa da Atari SA, tem resultados abaixo do esperado há anos e prejudica a operação da Atari Inc. nos Estados Unidos. (mais…)

Com o fim de ano ai, muita gente comprando smartphones, eu dedico esse post ao amigo NERD ( Gustavo Freitas) e o parceiro deve de sempre ( João Paulo).

Quando decidi comprar meu primeiro smartphone a escolha pelo sistema operacional Android foi meio que natural, principalmente por que gosto e apoio plataformas abertas e o movimento open source em geral, lamento nao poder ter mais uso no meu dia a dia devido ao trabalho que restringe.

E não é somente uma questão filosófica ou de princípios. Eu realmente acho que plataformas abertas são melhores. Muitas vezes elas são mais seguras, são gratuitas, e você tem a liberdade para fazer o que bem entender com elas.

briga-android-apple-540x450 (mais…)

Seria loucura pagar quase 50 mil reais por todos os jogos lançados oficialmente para o clássico Super NES? De qualquer forma, esta possibilidade existe graças a um americano que decidiu vender todas as suas 721 fitas do US SNES por US$ 24,999.00. E detalhe: além de todos os jogos contarem com a caixinha original, 85% deles ainda têm manual…

A coleção dos quase mil cartuchos plásticos é fruto do trabalho árduo de “byuu” (nickname japonês, que significa “cometer um erro”), criador de uma das versões mais famosas de emulador de Super Nintendo. Para se certificar do correto funcionamento dos jogos durante as emulações, byuu passou três anos comprando todos os games lançados oficialmente pela Nintendo para o US SNES. “É quase impossível encontrar alguns dos títulos para comprar. Construí a coleção com a ajuda de amigos, que me doaram algumas das fitas.”

Para ver as fotos das centenas de caixas de jogos anunciadas, clique aqui. E se você quer visitar a página de byuu no eBay e, quem sabe, fazer uma oferta, fique à vontade clicando aqui!

A Dell criou o perfil @CarreiraDell no Twitter para recrutar e atrair talentos e estabelecer comunicação com profissionais interessados em trabalhar na companhia. Lá, a Dell anuncia vagas e dá dicas e informações para candidatos em busca de oportunidades na empresa.

A movimentação faz parte da estratégia da Dell de ampliar a presença nas redes sociais. Hoje, a empresa tem perfis no Facebook, Google+, LinkedIn e YouTube.

Oportunidades em aberto incluem analista de administração de banco de dados sênior, analista de desenvolvimento Java/ PL/SQL, analista de suporte a aplicações, em Porto Alegre, e desenvolvedor C# .Net, em Porto Alegre.

“Buscamos colaboradores que estejam alinhados com a estratégia da Dell de ser uma empresa comprometida e engajada em contribuir para o sucesso de pessoas e empresas. E sabemos que hoje as mídias sociais reúnem muitos profissionais que se encaixam nesse perfil”, afirma Paulo Amorim, diretor-executivo de Recursos Humanos da Dell para América Latina.