sistema_lento

É comum e frequente queixa sobre aparelhos lentos sem que, aparentemente, nenhum método de uso do aparelho tenha mudado radicalmente. “Se eu uso o celular da mesma maneira, porque ele está lendo?” é a pergunta que muitos fazem. Isso não acontece só com aparelhos que carregam o Android. Isso acontece com iPhones e, saiba, acontece desde o seu primeiro computador.

O que acontece é que, basicamente, novos softwares estão sendo desenvolvidos e disponibilizados, diariamente. Hardwares, nem tanto. Ou seja: o seu telefone continua o mesmo da época do lançamento; os aplicativos, não. Eles crescem. A versão mais nova do sistema operacional pede mais memória do que a anterior. Antes de generalizar e dizer que é o seu telefone, entenda esse processo como algo natural. Mas existem dicas (básicas ou não) que podem amenizar essa agonia que é, de repente, não receber as mesmas respostas do dispositivo que estávamos acostumados.

1. Memória sufocada

Talvez seu telefone esteja cansado do vai-e-vem de apps que você instala e desinstala. Tente desafogar um pouco a memória dando-lhe preciosos espaços desinstalando aplicativos mais desnecessários. Você pode verificar o espaço disponível na memória do seu telefone indo em Configurações>Armazenamento. Se você for um pouco desapegado (e a situação estiver insustentável), formatar a memória interna do telefone pode ser uma boa saída. Instale (!) um aplicativo que faça backup e mãos à obra.

2. Aplicativos rodando em segundo plano

Você abre o Facebook, clica em voltar, faz uma ligação, aperta Casa, abre o Instagr.am, escolhe tirar uma nova foto, você selecione o seu app predileto de fotografia, tira a foto, volta ao Instagr.am, posta a foto marcando um local no Foursquare, abra-se um diálogo de permissão de login, alguém te liga, você atende, desliga e, enfim, posta a foto. Ufa! Cansou? Pois é assim que fica o seu celular com tantos programas rodando em segundo plano. Dependendo do método que você escolhe para sair dos apps, isto pode estar deixando seu telefone saturado. Vá até Configurações>Aplicativos>Serviços em Execução e verifique a quantidade de programas rodando no background. Em alguns casos, programas que não podem ser desinstalados (pois vieram junto com o aparelho) podem estar engasgando seu telefone. Neste caso, para desinstalá-los, será preciso que o seu aparelho esteja apto para o root.

3. Verifique o cache

Lembra quando, desesperados, tentávamos entender porque nossos navegadores no computador estavam tão lentos? Uma das respostas padrão era: “tente esvaziar o seu cache”. Sim, o Android também possui um. Em algum tempo, esse cache acumula uma série de lixos oriundos dos aplicativos que usamos. O cache pode ser facilmente acessado por meio de um menu disponível no inicializar do Android. Cada aparelho possui um método diferente para que se chegue até essa tela. O padrão é, em uma tela preta com letras azuis, você encontrar a opção “Wipe cache partition”. Usuários que possuem o root podem experimentar o “Dalvik Cache”.

4. O seu telefone talvez não suporte com tanta eficácia o sistema operacional

Sim, a nossa predileta opção (e a mais recorrente). Recentemente, os usuários do iPhone 4 quase surtaram com a atualização para o iOS 4. A reclamação era de que os telefones nunca mais foram os mesmos, ficando gradativamente lentos e desagradáveis. Essa situação ocorre também quando você recebe uma atualização de sistema no Android. O que parece bom nem sempre agrada todos os usuários.

Assim, proprietários de modelos fabricados antes do lançamento dos novos sistemas operacionais enfrentam diversos problemas, como alto consumo de bateria e redução da velocidade do sistema. Como dissemos anteriormente, encare isso como algo natural. Se o seu aparelho tem uma capacidade de memória não muito grande, provavelmente você sofrerá com as futuras atualizações e também com erros gerais nos aplicativos do aparelho. Há três soluções para isso: reinstalar os apps, desligar animações e outras inovações gráficas do novo sistema e, em último caso, tentar voltar para o a versão anterior do sistema operacional.

Outra dica é pesquisar as configurações das atualizações do novo sistema a ser instalado e compará-las com a capacidade do seu aparelho. Talvez não valha a pena atualizar agora e guardar a sua ansiedade em usar o novo sistema em um aparelho também mais novo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s