steve_jobs_iphone_lancamento

Às 18 horas de uma sexta-feira, no dia 29 de junho de 2007, a Apple iniciou as vendas de seu primeiro smartphone, nos Estados Unidos.  O celular – que hoje completa cinco anos – impressionou o mundo naquela data. E virou um objeto de desejo imediato para muitos.

As causas para o sucesso são muitas. O smartphone apresentava um design (retangular) e recursos bem diferentes dos celulares daquela época: a tela era grande (3,5 polegadas), bastante brilhante e sensível ao toque; e espaço de sobra para armazenar até 16 GB de dados.

O modelo também não vinha com teclas numéricas – apenas um botão, redondo e anexado à tela. Uma câmera pequena, na parte traseira, completava o “estranho” desenho do smartphone – que era muito diferente do então poderoso Nokia N95, com sua câmera de 5 megapixels e tela de 2,6 polegadas.

Muito analistas, na época, diziam que, mesmo inovador, ele não teria sucesso. O iPhone era caro – custava cerca de 500 dólares – e oferecia os mesmos recursos de outros celulares, como suporte a aplicativos móveis e conectividade com redes Wi-Fi. A falta de teclado físico podia atrapalhar também.

No entanto……

Janeiro de 2007: Primeiro iPhone é revelado

Falando durante a conferência Macworld em San Francisco, Jobs revelou o primeiro modelo do aparelho. “Hoje estamos apresentando três aparelhos revolucionários. O primeiro é um iPod com controles touch. O segundo é um celular revolucionário. E o terceiro é um aparelho inovador de comunicações com acesso a Internet. Esses não são três aparelhos separados. Esse é um aparelho. E nós o chamamos de iPhone. Hoje a Apple vai reinventar o telefone”, afirmou o cofundador da empresa na época.

29 de junho de 2007: Primeiro iPhone é lançado

A versão original do aparelho chegou às lojas alguns meses depois no mesmo ano. O primeiro iPhone não tinha muitos dos aspectos que tornaram os modelos mais recentes tão bons, como conectividade 3G. Mas, como outros ótimos produtos da Apple, o iPhone pegou ideias e tecnologias disponíveis em outros lugares e as combinou em um único aparelho desejável e confiável.

Setembro de 2007: Lançamento do iPod Touch e um milhão de iPhones vendidos

De olho nos usuários que queriam gastar menos e ficaram impressionados pelo iPhone e seus apps, tela touchscreen e interface diferenciada, a Apple lançou o iPod Touch naquele mesmo ano. O aparelho acabaria se tornando um elemento vital no ecossistema iOS: um produto de entrada que apresentaria os usuários aos muitos prazeres do universo iOS. Tanto que Jobs uma vez se referiu ao iPod Touch como uma bicicleta com rodinhas para o iPhone”.

Junho/Julho de 2008: anúncio e lançamento do iPhone 3G 

Neste ano, Jobs estabeleceu a tradição de anunciar uma atualização para o iPhone durante a conferência para desenvolvedores WWDC, também realizada em San Francisco. Como sugere o nome, a principal diferença do então novo modelo era oferecer uma conexão de dados 3G para downloads mais rápidos.

Também houve modificações externas, como parte traseira plástica, opções de cor em preto e branco, chassi com empunhadura mais amigável. O lançamento multinacional do aparelho aconteceu em 22 países.

iphone3g_foto.jpg

Junho de 2009: anúncio e lançamento do iPhone 3GS

O iPhone mais antigo ainda disponível no mercado, o 3GS continua popular até hoje. “O S no nome representa velocidade (speed em inglês)”, afirmou na época o vice-presidente sênior de produtos da Apple, Phil Schiller.

Com ótimos reviews na época, o smartphone teve ótimas vendas. O lançamento inicial aconteceu em apenas 9 países. Especulações sugerem que foram vendidas um milhão de unidades do aparelho no primeiro final de semana nas lojas.

iphone3gs300

Abril de 2010: Vazamento do iPhone 4

O lançamento do iPhone 4 viu a maior quebra no controle de informação normalmente eficiente e rígido da Apple. Quase dois meses antes do anúncio do aparelho, o site Gizmodo revelou tudo sobre smartphone após comprar um protótipo por 5 mil dólares. Aparentemente, a Apple havia perdido o protótipo.

O que poderia ter sido um trunfo jornalístico para o Gizmodo deu uma virada alarmante quando a polícia da Califórnia foi até a casa do jornalista responsável pelo review do aparelho (Jason Chen) e apreendeu seus computadores, uma resposta que foi encarada por muitos como excessiva. O Gizmodo devolveu o protótipo para a Apple e as queixas foram retiradas. Mas a pessoa que encontrou o aparelho e os vendedores enfrentaram ações menores.

500x_open19.jpg

Ao menos publicamente, Jobs levou o caso no bom-humor, apresentando o iPhone 4 com as palavras: “Agora, alguns de vocês já viram isso”. Para o que recebeu muitos aplausos.

Junho de 2010: anúncio e lançamento de 2010

Como já era tradicional nessa época, a quarta versão do iPhone foi anunciada durante a WWDC 2010. Desta vez, a Apple retrabalhou totalmente o design físico do aparelho,  que também ficou bem mais fino: 9,4mm contra 12mm do anterior 3GS.

Mas a novidade que mais chamou a atenção foi a chegada da então inédita tela Retina, que deixou tudo mais nítido e claro no smartphone da Apple – a resolução é quatro vezes maior em relação ao iPhone 3GS.

E como nem tudo são flores, o aparelho teve um problema que acabou ganhando proporções maiores do que o necessário. O chamado antennagate, que apareceu após usuários reclamarem que o telefone apresentar uma certa tendência a derrubar ligações se segurado de uma determinada maneira.

iphone4.jpg

Julho de 2010: Apple resolve o ‘antennagate’

Após muitas reclamações e até uma reportagem da associação de consumidores norte-americana Consumer Report comprovando o problema, a Apple convocou uma coletiva de imprensa para solucionar a questão.

Para isso, Jobs e companhia liberaram cases gratuitos parra todos os compradores do smartphone. As capas resolviam parcialmente o bug, que, segundo a Apple, afetou apenas 0,55% de todos os usuários do iPhone – número de pessoas que entrou em contato com o AppleCare alegando problemas com a antena do aparelho.

Apesar desses problemas, o aparelho foi um sucesso, com mais de 3 milhões de unidades vendidas em suas três primeiras semanas de lançamento.

Outubro de 2011: anúncio e lançamento do iPhone 4S

Junho chegou e passou sem nenhuma palavra da Apple sobre o próximo iPhone, e as especulações atingiram níveis absurdos, com muitas pessoas assumindo que o aparelho seria chamado de iPhone 5.

Finalmente uma coletiva foi agendada, o primeiro evento de iPhone a ser comandado por Tim Cook, que havia assumido como CEO após a saída de Jobs por razões médicas.

O iPhone 4S era quase igual fisicamente ao iPhone 4, mas viu alguns bons upgrades internos, como um novo processador A5 mais rápido, uma câmera traseira melhor de 8MP, e a chegada do assistente pessoal controlado por voz Siri.

iPhone4s300

Inevitavelmente, o lançamento foi ofuscado pelo anúncio da morte de Steve Jobs um dia após a coletiva. Mas o sucesso foi aindar maior, com a Apple anunciado mais  um milhão de aparelhos comercializados nas primeiras 24 horas da pré-venda. Além disso, foram quatro milhões de iPones vendidos nos três primeiros dias nas lojas.

siriiphone4s02.jpg

2012: “iPhone 5”

Apesar de a Apple ainda não ter anunciado nada sobre a próxima geração do smartphone, a expectativa é que ele chegue por volta de setembro/outubro, assim como a versão anterior. Entre os recursos esperados estão uma tela maior de mais de 4 polegadas, já presente na maioria de seus rivais Android e Windows Phone, além das melhorias de praxe, como processador, placa gráfica e câmeras atualizadas.

~\\|//~
 -(o o)- RODRIGO SILVA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s