[COMEMORAÇÃO] Parabéns IBM – Graças a você isso tudo é possível..

Publicado: 15/06/2011 em Notícias, Personalidades, Sistemas Operacionais
Tags:, ,

O centenário da IBM é hoje, e os seus 100 anos de trabalho árduo não devem passar desapercebidos. Por trás de cada grande avanço tecnológico, você provavelmente vai encontrar o nome da IBM flutuando em algum lugar. Aqui estão 8 ótimos exemplos de tecnologias ajudadas pela IBM.

Computadores Pessoais

Sem a IBM nós simplesmente não teríamos computadores – ou eles provavelmente seriam algo diferente. Desde os mais primitivos computadores-máquinas-de-calcular até os supercomputadores de hoje, passando pelos modestos desktops caseiros, a IBM teve o seu papel no desenvolvimento e evolução de cada uma das maiores fases da computaçao. Outras máquinas existiam antes das da IBM, e depois delas a Microsoft e a Apple levaram essas máquinas a novas alturas, mas foi com a introdução do PC IBM 5150 que o mundo começou a entender o que diabos eram essas caixas nerds. Em 1982, era a Máquina do Tempo do Ano!

Cirurgia LASIK

Três cientistas da IBM, Samuel Blum, Rangaswamy Srinivasan e James J. Wynne, não sabiam direito o que fazer com o laser ultravioleta que a sua empresa havia adquirido em 1981. Foi quando Srinivasan trouxe sobras do peru do dia de ação de graças para ver o que aconteceria quando ele fosse exposto ao laser. Acontece que ele vaporizou o ponto de contato sem danificar o tecido ao redor. Foi o nascimento da cirurgia ocular LASIK, que foi aprovada pela FDA 1995 para, por exemplo, fazer míopes largarem os óculos.

RAM

Como você deve saber, a RAM é a tecnologia de memória que faz com que os nossos computadores fiquem rápidos e responsivos. Em 1967, Robert Dennard inventou uma célula de Memória de Acesso Randômico Dinâmico, composta de um transístor, conhecida como DRAM. Ela foi patenteada em 1968, e veio a se tornar a base para a maior parte das soluções de memória atuais.

Compras Online

Em 1994, os engenheiros da IBM John King e John Nilsen conseguiram uma patente para um “sistema para encomenda de itens usando um catálogo eletrônico”. Em essência, foi isso que começou a era do comércio eletrônico. Sem as portas abertas pelos estudos da IBM, será que a Amazon seria tão avançada como é hoje?

Discos Rígidos

Nós estamos saindo da era do armazenamento magnético, com SSDs e pen drives, mas a IBM foi responsável pelos últimos 30 anos de discos rígidos que guardavam todos os dados nos nossos computadores. A pesquisa de William Goddard nos anos 50 eventualmente se tornou a 350 Disk Storage Unit, a primeira implementação de armazenamento magnético em computadores. Os primeiros modelos, que apareceram em 1956, ficavam em um gabinete de quase dois metros de altura e largura, e continham 50 discos magnéticos, que giravam a 1200 RPMs. A primeira geração do 350 armazenava até 5 milhões de caracteres/números. Mais de 1000 unidades foram vendidas antes da aposentadoria do 350 em 1961.

O Pouso Lunar

OK, talvez o pouso lunar de 1969 não seja parte do nosso dia-a-dia, mas é algo que todos conhecemos e sobre o qual pensamos a respeito com frequência. Cerca de 4000 empregados da IBM ajudaram a construir os computadores e softwares da NASA necessários para um pouso bem-sucedido da Apollo 11, que ainda figura entre os maiores e mais significativos feitos da humanidade. Sistemas-guia para foguetes foram desenvolvidos, computadores do tamanho de geladeiras foram avançados e comprimidos para o tamanho de pastas e softwares de monitoramento em tempo real surgiram. Segundo o diretor de voo da Apollo 11, Gene Kranz, “sem a IBM e os sistemas fornecidos por eles, não teríamos pousado na lua”.

Códigos de barra e faixas magnéticas

Segundo a revista Popular Mechanics, as tecnologias da IBM são responsáveis por duas das mais utilizadas tecnologias no mundo consumidor de hoje: os códigos de barras e as faixas magnéticas encontradas em cartões de todos os tipos.

As primeiras ideias para códigos de barras apareceram no fim dos anos 40, mas a tecnologia para ler e interpretar os símbolos ainda não estava madura. Quando o advento do laser chegou, o engenheiro da IBM George Laurer e a sua equipe desenvolveram um sistema para interpretar os códigos, que dividiria o design gráfico em dois, de modo que um laser em X pudesse ler. Depois de aparecer pela primeira vez em um produto em 1974, o código de barras é usado ainda hoje em praticamente tudo que está à venda.

Quanto à faixa magnética, Jerome Svigals desenvolveu a tecnologia no fim dos anos 60, com um pedaço de papelão com uma faixa magnética servindo como primeiro protótipo. A tecnologia eventualmente chegou ao povo na década seguinte, e hoje mais de 50 bilhões de leituras de faixas magnéticas ocorrem todo ano.

Videogames atuais

Aposto que você adora os seus videogames, não? Saiba que eles usam tecnologia de CPU da IBM. A Nintendo faz uso deles desde o GameCube, e o processador IBM do Wii U vai incorporar um pouco do DNA de supercomputador do Watson. O PS3 também deve um belo pedaço do seu poder ao processador Cell da IBM. E o Xbox 360 também usa um processador IBM triple-core, mas não fala tanto disso no seu marketing.

~\\|//~
 -(o o)- RODRIGO SILVA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s